Inclusão em ação: Cameron diz por que acredita que esta é uma boa época para ser cego

Hoje, vamos até a Austrália para conhecer o Cameron. Ele é um palestrante universitário que acredita que, com o Office 365 e o Windows 10 facilitando a interação e a colaboração, nunca houve uma época melhor na história para ser uma pessoa cega. A história do Cameron faz parte da série Inclusão em ação, que destaca como as tecnologias acessíveis permitem uma mudança transformadora.

Acompanhe a história dele.

Passe um dia com Cameron Roles, de 42 anos, para descobrir o significado da palavra multitarefa. Depois que ele e sua esposa deixam os dois filhos na escola, Cameron vai para o trabalho, na Faculdade de Direito da Universidade Nacional Australiana.

“Recebemos algumas das melhores e mais brilhantes pessoas do país aqui na universidade. É uma ótima oportunidade para eu trabalhar com elas”, disse Cameron. “Mas também é uma chance, por meio da minha pesquisa, de tentar criticar a lei e reformá-la.”

Como palestrante sênior, você pode encontrá-lo fazendo os últimos retoques nos slides do PowerPoint para uma próxima palestra. Ou, talvez, esteja corrigindo trabalhos ou dando notas. Cameron também poderia realizar tarefas administrativas associadas a uma escola com classes de até 400 alunos.

Além de seu trabalho na universidade, Cameron é diretor da Vision Australia, a maior instituição de caridade para visão e cegueira da Austrália. Para ele, essa é uma causa importante.

“Eu sou um dos trigêmeos que meus pais tiveram, e nascemos três meses antes do esperado. Como resultado, precisávamos receber oxigênio para nos manter vivos, mas esse oxigênio nos causou a cegueira”, afirmou. “Essa condição nunca nos impediu de fazer o que queríamos, e para mim, a minha cegueira nunca foi uma barreira.”

Como um forte defensor das tecnologias acessíveis, Cameron começou a usar o poder da computação quando conseguiu seu primeiro PC, ainda na adolescência.

Cameron Roles é um professor universitário que utiliza tecnologias acessíveis na vida pessoal e profissional.

Cameron Roles é um professor universitário que utiliza tecnologias acessíveis na vida pessoal e profissional.

“Eu vi isso como um caminho para ser tão produtivo quanto os meus colegas e, de repente, poderia acessar uma série de informações que nunca poderia ter acessado antes”.

Agora, os novos recursos de acessibilidade incorporados no Office 365 e no Windows 10 são fundamentais para a produtividade de Cameron. Ele usa comentários no Microsoft Word com o Narrator, o leitor de tela embutido no Windows 10, para fazer comentários sobre as tarefas. Cameron usa o Microsoft Word para criar documentos de pesquisa com notas de rodapé, notas finais e índice.

Ele combina os arquivos com estilos de cabeçalho para criar documentos que são formatados de forma consistente e parecem profissionais para o revisor com boa visão. Ele gerencia sua agenda com o Outlook e cria apresentações no PowerPoint como recursos visuais para complementar suas palestras.

Cameron é um grande fã do novo aplicativo projetado especificamente para aqueles que são cegos ou possuem baixa visão, chamado de Seeing AI, que atualmente está disponível nos Estados Unidos, Canadá, Índia, Hong Kong, Nova Zelândia e Cingapura – e em breve será disponibilizado em mais países.

Cameron ouve o título de um livro lido em voz alta com o Seeing AI, um aplicativo iOS gratuito da Microsoft.

Cameron ouve o título de um livro lido em voz alta com o Seeing AI, um aplicativo iOS gratuito da Microsoft.

Ele gosta de poder apontar seu telefone para um produto, como um pote de manteiga de amendoim em sua despensa, e ouvir o aplicativo descrever o produto para ele. Também gosta de usar o Seeing AI para rever uma questão da lição de casa que um de seus filhos traz, já que a ferramenta pode ler palavras, rostos e objetos em voz alta.

“Para mim, é um exemplo do salto que a Microsoft dá, dizendo: ‘vamos tentar resolver um problema usando algumas de nossas pesquisas e nossa capacidade de inovação’, e é exatamente isso que eles fizeram”.

Cameron acredita que essas tecnologias acessíveis desempenharão um papel importante, não só na vida dos indivíduos, mas na sociedade como um todo, capacitando as pessoas para acessar mais facilmente algum conteúdo importante, ao mesmo tempo em que expandem a força de trabalho para incluir uma base maior de pessoas talentosas.

“Agora é, definitivamente, na minha opinião, o momento mais emocionante da história humana para ser cego”.

Acesse o Blog da Microsoft Brasil semanalmente para ver mais histórias de pessoas que superam os limites da produtividade e inclusão com as tecnologias da Microsoft.